28 jun

Ecofuturo amplia programa de Educação Ambiental para Bertioga e Suzano

Desde 2010, a iniciativa já atendeu mais de 4 mil crianças e 100 educadores

 

O Instituto Ecofuturo, em parceria com as Prefeituras de Bertioga e Suzano e com o investimento da Suzano Papel e Celulose, amplia o programa Meu Ambiente, que tem como proposta apresentar a natureza como espaço educador, promover o contato das pessoas com as áreas naturais e estimular que a educação ambiental seja trabalhada de forma interdisciplinar em sala de aula. Este ano, o Ecofuturo incluirá mais 600 crianças e professores de escolas públicas de Suzano e Bertioga, cidades no entorno do Parque das Neblinas, onde ocorrem os encontros com educadores e as vivências dos alunos. Atualmente, já são atendidos, por ano, 400 estudantes da rede municipal de Mogi das Cruzes, município que participa da iniciativa desde 2010.

 

A fase inicial do programa é destinada à formação dos educadores, quando são convidados a trocar experiências e discutir atividades interdisciplinares relacionadas à natureza e à sustentabilidade, que podem ser desenvolvidas durante todo o ano letivo, ampliando a vivência na reserva. O encontro com professores de Suzano aconteceu, no Parque, no dia 26 de maio e, em 16 de junho, foi a vez dos educadores de Bertioga.

 

De acordo com Paulo Groke, diretor de Sustentabilidade do Instituto Ecofuturo, proporcionar aos participantes momentos de reflexão e desenvolvimento da consciência socioambiental é essencial. “Acreditamos na importância da vivência e da educação ambiental como estratégias para estreitar o vínculo entre as pessoas e a natureza, construindo um olhar mais cuidadoso em relação ao meio ambiente e a escolha por ações mais sustentáveis. Estamos muito felizes em expandir o Meu Ambiente para Bertioga e Suzano e, assim, ampliar o impacto positivo do programa. Não são apenas os professores e alunos que se transformam. A experiência certamente é compartilhada em casa, com familiares, que também são influenciados a repensar seus hábitos e relações com a natureza”, afirma.

 

Parceria com o poder público

 

O sucesso da iniciativa também se deve ao forte apoio e engajamento dos poderes públicos locais que, assim como já acontece com Mogi, assinam um acordo de cooperação com o Instituto. Para formalizar a parceria com Bertioga, o documento foi assinado no dia 5 de junho, data que também é celebrado o Dia do Meio Ambiente, no Parque das Neblinas, com a presença do prefeito e do secretário de Meio Ambiente do município, além de outros representantes do poder público e da direção do Instituto Ecofuturo.

 

Caio Arias Matheus, prefeito de Bertioga, se diz muito entusiasmado com a iniciativa e destaca: “Esta é mais uma parceria importante para as ações de educação ambiental da cidade. Além de proporcionar o contato direto com a Mata Atlântica, o programa conscientizará as nossas crianças desde cedo sobre a importância da conservação do meio ambiente”.

 

Já o secretário de Meio Ambiente de Bertioga, Marco Antônio de Godoi, complementa: “É um projeto de excelência e que atenderá uma demanda existente na cidade. Já tínhamos interesse em participar do programa há muito tempo”.

 

Na cidade de Suzano, o programa foi realizado junto à equipe da Secretaria de Educação e o acordo foi formalizado no dia 14 de junho, quando aconteceu a primeira vivência dos alunos da cidade no Parque. O secretário Leandro Bassini afirma estar muito animado com o início do projeto e espera que essa parceria cresça nos próximos anos. “Atualmente, as crianças pouco vivenciam experiências na natureza. Quando elas têm a oportunidade de estar em um espaço prazeroso, em contato direto com o meio ambiente, todo o seu potencial se abre para a construção de conhecimento sobre o tema”, conclui.

 

Ao estimular os professores a despertarem nas crianças e jovens a compreensão sobre a importância da consciência ambiental, o programa passa a ser um agente de transformação da sociedade e contribui para que a nova geração tenha mais conhecimento sobre o bioma Mata Atlântica, sua biodiversidade e a importância da conservação. Em paralelo, o programa proporciona ainda a valorização do indivíduo “professor” e “aluno”, e de suas relações interpessoais e com o ambiente natural.

 

Sobre o Parque das Neblinas

Reconhecido pelo Programa Homem e Biosfera da UNESCO como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o Parque das Neblinas está localizado a cerca de 100 quilômetros de São Paulo, nos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga.  É uma reserva ambiental da Suzano Papel e Celulose, gerida pelo Ecofuturo, com 6 mil hectares de área, onde são desenvolvidas atividades de ecoturismo, pesquisa científica, educação socioambiental, manejo florestal e participação comunitária.

 

Sobre o Instituto Ecofuturo

O Instituto Ecofuturo, mantido pela Suzano Papel e Celulose, contribui para transformar a sociedade por meio da conservação ambiental e promoção de leitura. Desde 1999, mantém projetos relacionados ao fortalecimento da prática de leitura, universalização de bibliotecas e conservação do meio ambiente, atuando como articulador entre a sociedade civil, o poder público e o setor privado. Por acreditar que pessoas e o meio são indissociáveis, o Instituto Ecofuturo apoia a formação de cidadãos críticos e responsáveis, capazes de interagir positivamente entre si e com o ambiente, transformando o presente e o futuro para melhor. Para mais informações, visite ww.ecofuturo.org.br, acesse o perfil no Facebook.

 

Sobre a Suzano Papel e Celulose

A Suzano Papel e Celulose é a segunda maior produtora de celulose de eucalipto do mundo e a maior fabricante de papéis de imprimir e escrever da América Latina. Como subsidiária da Suzano Holding e parte do Grupo Suzano, reúne mais de 90 anos de tradição com o que há de mais moderno de tecnologia para a indústria de papel e celulose. Possui sete unidades industriais no Brasil, escritórios internacionais em seis países e estrutura de distribuição global preparada para abastecer mais de 60 países. Produz, além de Celulose, Papéis de imprimir e escrever revestido e não revestido e de Embalagens, Tissue (papéis para fins sanitários) e celulose Fluff (usada na produção de fraldas e absorventes higiênicos), e está investindo na produção de Lignina e derivados, criando uma plataforma de química verde para a substituição de matéria-prima de origem fóssil, entre outras aplicações. Trabalha no desenvolvimento genético de culturas florestais e atua no setor de biotecnologia por meio de sua subsidiária FuturaGene. A empresa possui capital aberto e integra o Novo Mercado, o que reforça seu compromisso com o avanço contínuo das práticas de governança corporativa.

Para mais informações, acesse www.suzano.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário