O Parque

O Parque das Neblinas é uma reserva ambiental da Suzano, gerida pelo Instituto Ecofuturo, onde são desenvolvidas atividades de ecoturismo, educação ambiental, pesquisa científica, manejo e restauração florestal, e participação comunitária. Com 6 mil hectares, o Parque desempenha importante papel na conservação da bacia do rio Itatinga e do maior contínuo de Mata Atlântica do País: o Parque Estadual da Serra do Mar e a Serra de Paranapiacaba.

Localização

O Parque está em São Paulo, nos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga, no alto da Serra do Mar, a apenas 115 Km da Capital paulista.

A entrada da reserva é por Taiaçupeba, maior distrito rural de Mogi das Cruzes.

Papel Estratégico

O Parque funciona como zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Mar. É reconhecido como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, pelo Programa Homem e Biosfera, da UNESCO.

Criado em 1977, o Parque Estadual da Serra do Mar é o maior contínuo de Mata Atlântica no Brasil.

Visualize o Parque por:

Caracteristicas

Satélite

1.246 espécies já identificadas na área, 3 novas para ciência e 23 ameaçadas

De acordo com as pesquisas já desenvolvidas, a área protege 23 espécies enquadradas nas categorias Vulnerável (VU) e Em Perigo (EN) das listas brasileiras de espécies ameaçadas de extinção, sendo 13 da flora e 10 da fauna.

mamíferos

53

Anfíbios e répteis

74

Peixes

16

Aves

244

Flora

531

Borboletas

35

Pesquisas Científicas

Em parceria com diversas instituições, mais de 60 estudos científicos já foram realizados no Parque, gerando um conjunto de informações que atesta a relevância da área, incluindo a descoberta de três novas espécies.

O sapinho-da-barriga-colorida (Paratelmatobius yepiranga) foi descoberto na reserva, e o lambarizinho (Coptobrycon bilineatus), ameaçado de extinção, não era registrado há décadas no Brasil e foi identificado na área em 2004, sendo o rio Itatinga, provavelmente, seu principal habitat atual.

O Ecofuturo incentiva e apoia o desenvolvimento de novas pesquisas, a fim de contribuir para o conhecimento sobre a Mata Atlântica, além de promover troca entre o saber tradicional e o científico.

Nesse sentido, o Instituto possui uma rede de parcerias:

Para mais informações sobre pesquisas e o desenvolvimento de novos estudos, entre em contato:

Encante-se com o Parque

O Plano de Manejo

Promover o manejo sustentável da floresta

  • 33% da reserva com mata em estágio avançado de restauração
  • 8 milhões de sementes da palmeira-juçara semeadas semeadas na área
  • Equipe estruturada de monitores e guarda-parques

Promover a educação ambiental

  • Programa Meu Ambiente: mais de 200 educadores e 5 mil alunos já participaram da iniciativa
  • Oficinas de Manejo Comunitário com proprietários rurais do entorno: mais de 1 mil participantes
  • 45 mil visitantes na área
  • Valorização de tradições locais por meio da gastronomia

Compartilhar conhecimento

  • Parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo e outras instituições para produção e disseminação do conhecimento
  • Desenvolvimento do Plano de Manejo de forma colaborativa, como referência para outras Unidades de Conservação no país
  • Produção de publicações relacionadas à conservação

Proteger a bacia do rio Itatinga

  • Restauração e conservação do rio Itatinga e 463 de suas nascentes
  • Regularização da vazão do rio pela conservação das nascentes

Fomentar pesquisas científicas

  • Pesquisas científicas e inventários de biodiversidade: mais de 60 estudos realizados
  • Parcerias com instituições para realização de estudos
  • 1.246 espécies já identificadas na reserva, sendo três novas para a ciência

Inspirar e potencializar as ações socioambientais da mantenedora

  • Parque das Neblinas é um exemplo em restauração, conservação e gestão de áreas ambientais
  • Chancela de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, pelo programa Homem e Biosfera da UNESCO