Pesquisas

O Parque das Neblinas tem confirmado sua importância estratégica para restauração natural da vegetação e para a conservação da biodiversidade da Mata Atlântica, com o registro, até o momento, de mais de 1.200 espécies da fauna e flora, como muriqui, onça-parda, anta, entre outras.

O sapinho-da-barriga-colorida (conhecido cientificamente como Paratelmatobius yepiranga) foi uma nova espécie descoberta no Parque, e o lambarizinho (Coptobrycon bilineatus), ameaçado de extinção, não era registrado há décadas no Brasil e foi identificado na área em 2004, sendo o rio Itatinga, provavelmente, seu principal habitat atual.

Desde 2004, diversas instituições de pesquisa já desenvolveram cerca de 60 inventários de biodiversidade ou trabalhos científicos no Parque, gerando o um conjunto de informações que atesta a relevância da área, um campo aberto a estudos.

Atualmente, o Instituto Ecofuturo busca promover novas pesquisas, registrar e disseminar conhecimento e, com este intuito, firmou parcerias com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente de São Paulo, FEPAF (Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais)-UNESP Botucatu, IPEF (Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais), ESALQ-USP, entre outros.

pesquisa01_1280x720 pesquisa03_1280x720 pesquisa02_1280x720