05 jul

Saiba mais sobre a rara jacutinga

Avistamos no Parque das Neblinas uma rara espécie: a aburria jacutinga, também conhecida como jacutinga, que causou espanto quando foi captada por uma de nossas câmeras. O motivo da surpresa é que a ave se tornou uma espécie ameaçada de extinção e a conservação da Mata Atlântica é vital para que isso não aconteça.

Habitando as florestas virgens das regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, com uma média de tamanho que varia de 64 a 74 centímetros e peso podendo chegar a 1,5 quilo, a ave que se alimenta basicamente de frutos e paliteiros – também corre risco de desaparecer – colocando em risco sua dieta.

Suas penas são negras e brilhantes. Manchas brancas nas asas e cabeça deixam a jacutinga ainda mais bonita! A base do bico é azulada e dá um destaque que chama atenção de todo mundo, ainda mais quando você repara nos detalhes vermelhos de sua barbela. Essa espécie pertence à família cracidae, importante ave dispersora de sementes.

Nativa da Mata Atlântica (Região Sudeste do Brasil, do sul da Bahia ao Rio Grande do Sul) e era facilmente encontrada na Serra do Mar. Pode também ser encontrada na Argentina, Paraguai e Uruguai. Infelizmente, devido ao desmatamento de nossas matas, a jacutinga se torna ainda mais difícil de ser avistada, sendo vista pela última vez em 1980, no Rio de Janeiro.

Projetos de preservação ajudam a recuperar a ave que é tão importante para nossa fauna, só que esses avanços não são suficientes. Cuidado com seu ambiente nativo, proteção das árvores que fazem parte de sua alimentação e, principalmente, a restrição de sua caça são medidas importantes para sua sobrevivência.

Por isso, no Parque das Neblinas estamos sempre atentos a tudo, a todos os nossos queridos animais que habitam mais de 6 mil hectares e que são protegidos por nós.

Faça como a jacutinga e venha nos visitar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário