17 set

Eu Quero Minha Biblioteca Legal!

2012 foi ano de transição nos governos municipais em todo o Brasil. Atentas a isso, algumas equipes das Bibliotecas Comunitárias da rede Ler é Preciso, do Ecofuturo, souberam aproveitar a oportunidade para articulação com os candidatos a vereadores e prefeitos, expressando os anseios da comunidade por políticas públicas de livro, leitura e biblioteca.

A Biblioteca Comunitária de Camaçari, na Bahia, situada a 41 quilômetros da capital, foi exemplar nesse sentido. Ao longo de quatro meses, os funcionários se reuniram com um grupo de 28 alunos de quatro escolas diferentes, entre públicas e privadas, para o desafio de redigirem um plano de governo para a criação da biblioteca ideal da cidade. Inspirado na Campanha Eu Quero Minha Biblioteca – pelo cumprimento da lei 12.244/10, que prevê a implantação desses equipamentos em todas as escolas do país até 2020 –, o resultado do projeto Eu Quero Minha Biblioteca Legal foi um plano de governo com 8 tópicos a serem observados pelos gestores do município.
 
No documento, o grupo estabelece a necessidade de se fazer da biblioteca um lugar adequado para crianças e em sintonia com os jovens, equipado com diferentes recursos de estímulo à leitura, segurança e infraestrutura, além de atividades culturais, entre outros anseios. O plano, bem estruturado e bem redigido, foi entregue aos quatro candidatos à Prefeitura de Camaçari, que firmaram o compromisso com a biblioteca, assinando o documento em solenidade.
 
“O programa de governo é muito mais do que o registro em um pedaço de papel de ideias discutidas, pensadas e elaboradas para apresentação à sociedade. É mais do que cumprir um ritual para satisfazer uma etapa formal do processo de campanha. É a expressão de um compromisso, com as pessoas e com a cidade. É a responsabilidade que se assume quando se pretende representar o povo e dirigir a cidade por quatro anos” – diz Cristiane Ferreira Cerqueira (na foto abaixo), funcionária da biblioteca e uma das responsáveis pelo planejamento. Outras três funcionárias, Ana Célia, Iraildes e Patrícia, estão na equipe do projeto.
 
Para o aluno Amilton dos Santos, integrante da comissão do plano de governo para a biblioteca, a importância do projeto se expressa no que a leitura pode fazer pelas pessoas, a curto, médio e longo prazos: “A leitura pode fazer você construir o futuro de seus filhos e dar exemplo de vida para seus netos, que poderão viver em condições melhores do que a primeira geração de sua família”.
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário