25 set

Infraestrutura das bibliotecas– IV: Qualidade do ambiente interno

 
Chegamos ao último post de setembro, mês que dedicamos ao tema infraestrutura das bibliotecas, dividido em quatro partes. Para quem perdeu algum dos três anteriores, deixamos aqui a dica:
 

I: Disponibilidade e organização do espaço físico. Na biblioteca, uma cultura leitora se constrói e se fortalece. Portanto, um espaço acessível e amplo, bem distribuído, com fácil circulação, ambientes confortáveis de leitura, bem iluminado e com banheiros disponíveis, assegura a permanência do leitor.

II: Mobiliários, recursos tecnológicos e materiais de escritório. Lembra do poeta que uma vez escreveu que “beleza é fundamental”? Pois isso se aplica às bibliotecas. Se junto à funcionalidade do mobiliário pudermos cuidar um pouquinho da parte estética, os leitores se sentem acolhidos no espaço e vão querer passar mais tempo na biblioteca. Então, passemos às questões práticas, mas considerando uma boa dose de carinho e beleza. Quais os móveis necessários à instalação de uma biblioteca e como torná-los atraentes aos usuários?

III: Estado ideal de conservação do espaço físico. A conservação do espaço físico é de extrema importância para a sobrevivência e sustentabilidade da biblioteca; favorece o trabalho adequado dos funcionário, garantindo um atendimento de qualidade e o conforto dos usuários, num ambiente agradável e propício à leitura. Como manter a conservação do espaço e acessar recursos públicos para isso?

Para encerrar o assunto (pelos menos por enquanto), hoje vamos tratar da qualidade do ambiente interno.

 

“A biblioteca é um ambiente de estudo e local onde os estudantes, quando não estão em sala de aula, passam grande parte do seu dia muitas vezes somente para conversar. Para assegurar a aprendizagem e a qualidade de vida é necessário que esse ambiente seja salubre e confortável, a fim de garantir o bem estar do indivíduo, sua segurança e produtividade”. É o que afirmam os autores da “Análise do Nível de Conforto Acústico na Biblioteca de uma Escola Pública”, do instituto Holos de Qualidade. Segundo a publicação, “o ruído acima de 45 dB [decibéis] não é recomendado para as bibliotecas”, por causar desconcentração dos usuário. Assim, o nível de ruído pode ser um bom indicador da qualidade desses ambientes.

Mas há outros aspectos de ordem estrutural, como esse, que, se forem observados, garantem um ambiente agradável tanto para quem ali trabalha quanto para quem o frequenta. Assim é que a ventilação, a iluminação (artificial e natural), bem como a limpeza também se tornam essenciais. Portanto, a qualidade do ambiente de uma biblioteca não depende apenas da estrutura física; fatores externos podem influenciar na qualidade do serviço e no conforto de frequentadores e usuários.

O ambiente não deve sofrer com interferências externas, como barulhos vindos da escola (no caso das bibliotecas escolares), da rua, da praça, da avenida, etc. Além de leituras individuais, a biblioteca pode oferecer outras atividades, como leitura em voz alta e rodas de leitura, e isso requer uma programação adequada aos horários de funcionamento da biblioteca.

O aproveitamento da luz natural é parte de uma iluminação eficiente, mas, quando não é possível, devem-se usar lâmpadas dispostas uniformemente, para garantir a claridade necessária e recomendada. Além disso, a iluminação artificial adequada permite o funcionamento da biblioteca também em horários estendidos.

Em todas as bibliotecas, como em outros espaços de trabalho e de prestação de serviços, é importante garantir uma ventilação adequada e, em localidades em que o calor ou o frio são intensos, o ideal é que se providenciem ventiladores e ar condicionado – sempre visando o conforto de funcionários e usuários.

Tão importantes quanto os itens acima são a organização e a limpeza da biblioteca (incluindo as boas condições de uso dos banheiros). Crianças, jovens e adultos frequentam o mesmo espaço e convivem com acervos, e isso torna a limpeza essencial.

 

Segundo a publicação que mencionamos acima, esses cuidados são muitas vezes desafios pelo seguinte aspecto. “As bibliotecas, de forma geral, são adaptações de prédios existentes que passam a ter estas funções, ainda que os resultados não sejam os melhores. Alguns arquitetam um espaço que se resume basicamente em dois ambientes: o depósito de livros e o local de leitura, além de salas secundárias. Tornando-se desta forma um lugar inadequado para este lugar tão importante da escola, tendo a missão de servir seus usuários, oferecendo atividades de incentivo à leitura, como também recursos informacionais e serviços de apoio à aprendizagem”.

E por ser um grande desafio é que propomos trocas de experiência e seguimos trabalhando junto.

 

 

Mãos à obra

 

 

Biblioteca Comunitária Ler é Preciso de Taquari/RS

 

 

Possui amplo espaço arejado e claro, com capacidade para atender uma classe inteira com o professor, ao tempo em que comporta atividades de promoção de leitura e estudos. Com dois banheiros bem cuidados, possui uma entrada para a comunidade e outra exclusiva para escola. A biblioteca foi dividida em dois espaços: um para o acervo da biblioteca comunitária e outro, para o acervo da biblioteca escolar, com um roupeiro onde se guardam as fantasias utilizadas pelos alunos em atividades de dramatização. A biblioteca é bastante colorida, desde cadeiras, pufes e persianas a pinturas na parede e enfeites de PVA.

Endereço: Rua Oswaldo Michel, n° 138, Taquari/RS

Local: Escola Municipal Professor Emilio Schenk

Inauguração: 26/09/2009

Revitalização: 18/05/2012

Responsável: Leo Jaime

Contato: leo.jaime2601@hotmail.com

Para ir além

Análise do Nível de Conforto Acústico na Biblioteca de uma Escola Pública

Biblioteca da Escola – Direito de Ler

Análise da Sustentabilidade da Bibliotecas Comunitárias do Programa Ler é Preciso

Já conhece a nova Campanha do Ecofuturo? Acesse www.euquerominhabiblioteca.org.br e mobilize-se!

 

Equipe responsável: Instituto Ecofuturo

Texto: Reni Adriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário