15 jul

Comunicação e parcerias também são importantes para uma biblioteca se manter viva

O Instituto Ecofuturo acredita que a biblioteca é um espaço que deve ser sempre dedicado à promoção da leitura. Essa é a sua função principal. Porém, reconhecemos que, em muitas cidades, a biblioteca pública é um dos poucos equipamentos voltados para que a população tenha acesso à cultura. Por isso, é importante reforçar que, mesmo quando inclui atividades como cinema e teatro em sua programação, a Biblioteca Pública Municipal Mestra Augusta, de Turmalina (MG), busca como pano de fundo a promoção da leitura.

Integrante da Rede Ler é Preciso desde 2002, quando foi implantada com o patrocínio da Suzano Papel e Celulose, a Biblioteca de Turmalina tinha para 2015 um objetivo audacioso: fazer a cidade ser reconhecida pela leitura. Para isso, a proposta era aumentar o número de pessoas que acessam o acervo, fazendo com que os livros circulassem cada vez mais. Com essa ideia, o projeto recebeu o nome de “De mão em mão, de voz em voz, livros à mão cheia, sempre” e conquistou em terceiro lugar no 6º Prêmio Ecofuturo de Bibliotecas.

Em 11 meses de programação, 48 atividades realizadas atingiram quase 11 mil pessoas. Alguns fatores foram fundamentais para alcançarem bons resultados, como atenção especial à comunicação e uso de diversos canais disponíveis no município para promover as ações. A equipe também não se limitou às paredes da biblioteca: para que o acervo circulasse, a biblioteca de Turmalina foi até escolas, ofertou livros em lugares inusitados – como em praça, feiras e agências bancárias, além de usar o calendário de datas comemorativas para fazer sugestões de livros relacionados a cada tema.

A Rádio Cidade FM, por exemplo, foi uma das parceiras do espaço e ofereceu um horário semanal para que os profissionais da biblioteca lessem histórias. A ideia era levar sempre uma mensagem voltada aos cuidados com a saúde e com o meio ambiente. Com essa ação, cerca de 5 mil ouvintes eram impactados.

A biblioteca também diversificou a oferta de gêneros literários e, por meio da atividade “Livros em destaque”, estimulou a procura por títulos de poesia, crônica, cordel, contos e outros. Como estratégia de atuação, além do planejamento anual, a biblioteca revisou seu cronograma mensalmente, o que pode abriu espaço para a inclusão de novas ideias. Esse modelo de planejamento e algumas das atividades já são realizados há quatro anos.

Com o trabalho desenvolvido, a biblioteca registrou um número expressivo de atendimentos, com índices de empréstimos de livros similares aos de grandes cidades, segundo a equipe da unidade. Parabéns aos profissionais de Turmalina pela sustentabilidade do projeto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário