29 set

Retrospectiva Dia Nacional da Leitura 2009 – Bibliotecas Comunitárias

De 12 a 16 de outubro de 2009, quando se comemorava pela primeira vez o Dia Nacional da Leitura e a Semana Nacional da Leitura e Literatura, 41 bibliotecas comunitárias Ler é Preciso se mobilizaram pela realização de atividades que celebrassem esse acontecimento inaugural, fortalecendo nossa campanha – a importância de ler com e para crianças. Em comemoração ao marco do dia 12 de outubro como sendo o Dia Nacional da Leitura, o Instituto Ecofuturo quis premiar as três melhores ações realizadas nessas Bibliotecas… Era lançado o Primeiro Prêmio Ecofuturo de Bibliotecas Comunitárias, que este ano chega à sua 3a edição.

Recordamos aqui as promoções de leitura das vencedoras de 2009. Inspire-se!

Itapirapuã Paulista

Premiada pelas suas ações na Semana Nacional da Leitura, a Biblioteca Comunitária de Itapirapuã promoveu leituras públicas e contação de histórias. Era só o começo. Tendo como foco a importância da biblioteca para a formação de leitores, promoveu a palestra “Leitura e Educação” e, focando na importância da leitura no dia a dia, um psicólogo voluntário palestrou para professores. Um workshop de leitura e escrita foi comandado por um escritor local. Por iniciativa das crianças, aconteceu também a Caminhada da Leitura – sob o tema “Caminhos que a leitura pode nos mostrar”, a caminhada contou com a participação da comunidade, que portava livros e cartazes nas mãos, cantando as músicas “Brincar de ler” e “Viva a leitura”. Além disso, a biblioteca propôs a confecção de uma colcha de retalhos, pintada pela comunidade e produzida por um grupo de costureiras locais. (A delicadeza desta atividade, resgata, ludicamente, o parentesco entre as noções de “tecer” e “texto”, que possuem uma mesma raiz etimológica e cujo paradigma são Penélope e Odisseu, do épico A Odisseia).

A biblioteca obteve apoio da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social.

Joselândia – MA

Esta também premiada biblioteca comunitária se destacou por propostas originais, como o Programa Dormindo e Acordando com os Livros, quando 20 crianças convidadas dormiram na biblioteca. O convite para esta atividade foi elaborado com base no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e ilustrado pelas próprias crianças. Aos participantes foram oferecidos café da manhã e certificado de participação. Feira de Leitura foi outra proposta desta biblioteca: na praça central, foi montada uma “árvores de livros”, além do “Espaço Menino Maluquinho”, ao lado de uma Bruxa e seu caldeirão de livros. Nessa ressignificação da praça por essas intervenções lúdicas, ocorreram contação de histórias, dinâmicas de leitura e sorteios de livros. Premiados também com livros foram os originalíssimos vencedores do Concurso Garoto Ler é Preciso e Miss Ler é Preciso realizado por esta biblioteca, que ainda articulou com 6 escolas contação de histórias para crianças e adolescentes. Em todas essas ações estava implicado o uso do Passaporte Brincar de Ler. Para essas atividades, a Biblioteca Comunitária de Joselândia angariou recursos financeiros junto ao comércio local e, articulada com a Secretaria de Educação, obteve carro de som para a divulgação e 60 livros para serem sorteados, além ter mobilizado cursistas e voluntários.

Rui Barbosa – BA

Moradores de Rui Barbosa se depararam com uma “Espaçonave da leitura”, toda coberta de textos, em plena praça central. No mesmo local ainda foram montados estandes de livros, divididos por faixa etária. Assim se construiu o cenário para atividades que envolviam, todas elas, leituras e brincadeiras promovidas pela Biblioteca Comunitária. No asilo Casa do Idoso, crianças, pais e avós se articularam para resgatar histórias já vivenciadas pelos moradores antigos. Palestras foram oferecidas por poetas e escritores locais, que por sua vez receberam medalhas das mãos do prefeito, presente em todas as atividades. Essa biblioteca, também premiada nessa edição da Semana Nacional da leitura, promoveu ainda uma caminhada pelas ruas da cidade, chamando as comunidades vizinhas para seu espaço. Articulada com escolas, asilos, creches e artistas locais, a biblioteca Rui Barbosa mobilizou um público de 3.000 pessoas.

Equipe responsável: Instituto Ecofuturo

Texto: Reni Adriano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe seu comentário